FAQ’s

FAQ’s

ARCHICAD

Os ficheiros criados na STAR(T)EDITION 2013 podem ser abertos e editados em ArchiCAD 16.

Aplicações ou computadores de 64bit podem utilizar até 17 mil milhões (!!!) de GB de memória, enquanto que uma aplicação de 32-bit, utilizam, até, 4GB. O ArchiCAD 16 é uma aplicação de 64bit, quer na versão Windows, quer na versão Mac.

Veja nesta página no ArchiCADwiki informação sobre esta questão.

Sim, os ficheiros são totalmente compatíveis e podem ser livremente transferidos entre estes computadores. Muitos gabinetes actuais dispõem de redes mistas PC/Mac, sem quaisquer problemas de compatibilidade, podendo mesmo essa utilização ser feita em Teamwork sem quaisquer problemas de comunicação de informação.

Consulte esta página do site da Graphisoft, onde encontrará as diferentes soluções para diferentes casos.

A compatibilidade de ficheiros de versões antigas ArchiCAD pode ser consultada nesta página do ArchiCADwiki

O ArchiCAD está totalmente preparado para trabalhar em colaboração com utilizadores de outros sistemas de CAD, especialmente os que suportam DWG nativo do AutoCAD e os formatos DXF standard. 

O tradutor DXF/DWG do ArchiCAD suporta até ao AutoCAD® 2010 e com precisão mapas de layers, cores de canetas, fontes e blocos. 

Veja este artigo no ArchiCADWiki para ficar bem documentado sobre este assunto.

Que tamanho de ficheiro é considerado “grande” ?


Como regra de ouro um ficheiro com mais de 100 MB (descomprimidos) é considerado “grande”, e ficheiros com mais de 300 MB (descomprimidos) são críticos. Ficheiros com mais de 300 MB poderão ainda funcionar, mas para uma performance optimizada não deverá ultrapassar este tamanho. Desde o ArchiCAD 10, os ficheiros são comprimidos, daí um ficheiro comprimido de 100 MB requer cerca de 300-500 MB de espaço de memória quando descomprimido.



O que conta para o tamanho do ficheiro?

Percorra estes passos para determinar o que estará na causa do tamanho do ficheiro:

  • Faça uma cópia do seu ficheiro e faça o backup do original
     
  • Verifique se a compressão está activa ou não. (Ver abaixo)
     
  • Verifique se o seu ficheiro contém dados IFC ou não. (Isto apenas ao ArchiCAD 13 e posteriores – Ver abaixo)
     
  • Exportar toda a Biblioteca Embebida do Gestor de Bibliotecas e verifique o total do tamanho destes objectos
     
  • Usando o Navegador, apague todos os Layouts do ficheiro, guarde, e veja quanto o ficheiro encolheu.
     
  • Usando o Navegador, apague todos os Pormenores e Folhas de Trabalho do ficheiro, guarde, e veja quanto o ficheiro encolheu.
     
  • Usando o Navegador, apague todos os Cortes e Alçados do ficheiro, guarde, e veja quanto o ficheiro encolheu.
     
  • Usando o diálogo das Definições de Vegetais, apague todos os vegetais do ficheiro. Isto irá apagar todos os dados de modelo do ficheiro. Em casos raros este ficheiro vazio pode continuar consideravelmente grande. Neste caso necessita de agrupar o seu ficheiro original num novo ficheiro para se livrar dos dados “mortos” no seu ficheiro. (Ver detalhes abaixo)

Este processo irá mostrar que tipo de pontos de vista deverá investir mais. Pode continuar a verificar estes pontos de vista um por um.

 

Compressão do ficheiro

Guarde uma cópia do ficheiro (com a opção “guardar como “) e no diálogo de guardar ficheiro verifique nas “opções” que a compressão de ficheiro activa. (Continue a investigação nesta cópia do ficheiro, e mantenha a cópia original intacta)


Dados IFC

No ArchiCAD 13 e versões anteriores, se o add-on IFC está ‘activo’ no seu ficheiro de projecto, então ele guarda os dados IFC com cada novo elementos que for criado. Isto aumenta ao tamanho de ficheiro. O IFC add-on fica ‘activo’ quando qualquer dos comandos IFC for utilizado, e permanence activo enquanto o add-on IFC estiver carregado. Note-se, que se o painel IFC estiver activo em qualquer dos diálogos de definições das ferramentas, irá activar o add-on IFC. Para desligar o add-on IFC, vá ao Menu Opções/Gestor de Extensões e retire a verificação dos Add-Ons ‘IFC 2×3’ e ‘IFC Common’.
No ArchiCAD 14 a informação IFC apenas pode ser anexada aos elementos ArchiCAD através do Gestor de IFC, assim que o fenómeno descrito em cima não pode ocorrer.


Dados de Layout

Considerações:

  • Se tiver mais de 50 layouts no seu ficheiro, deverá considerar partir o projecto em ficheiros separados para o modelo e documentação. (Neste cenário, as vistas definidas no ficheiro de modelo são colocadas como desenhos externos no ficheiro de documentação.) Se tiver mais de 100 layouts, poderá ter vários ficheiros de documentação.
     
  • Desenhos são guardados no ficheiro por defeito. Isto significa que os desenhos gerados são, cada um armazenados no ficheiro como uma colecção de linhas, tramas e textos. No diálogo de definições do desenho, no painel ‘Identificação’ podemos desligar a opção ‘Guardar Desenho no Ficheiro de Projecto’. Isto pode reduzir o tamanho de ficheiro dramaticamente, se tiver muitos desenhos. Se esta opção estiver desligada, então os desenhos serão gerados ‘em tempo real’ quando abrimos o layout. Note-se, se tiver desenhos externos, então a fonte externa tem que estar presente a todo o momento, pois os desenhos serao gerados da fonte externa ‘em tempo real’ quando se abre o layout’ 
     
  • Procure por imagens pesadas bitmap nos layouts. (e.g. plantas de localização, desenhos de levantamentos, logos de empresa). Certifique esses bitmaps pesados não estão em todos/muitos layouts.
     
  • Procure por desenhos cortados – e.g. Pormenores cortados de plantas ou cortes inteiros. Use as ferramentas Pormenor ou Folha de Trabalho para criar esses desenhos, e coloque o pormenor ou folha de trabalho como desenho no layout.

 

Objectos da Biblioteca Embebida

A funcionalidade Biblioteca Embebida é um modo muito prático de guardar objectos de biblioteca que sejam únicos para um determinado projecto dentro do ficheiro. Cada objecto embebido acresce ao tamanho do ficheiro por isso verifique se estão embebidos apenas os objectos especificos para esse projecto. Garanta também que não estão objectos não utilizados na biblioteca embebida. Esses objectos não utilizados podem ser removidos no Gestor de Bibliotecas.
Para verificar o numero de objectos no ficheiro, abra o gestor de biblioteca e veja abaixo da etiqueta da biblioteca embebida. Seleccionando um objecto irá dizer o tamanho e o número de instâncias no projecto.
Também pode verificar o tamanho da biblioteca embebida inteira ao exportá-la usando o gestor de biblioteca.
Ver também Bugs/FileSizeGrowingWhenBinaryObjectsInEmbeddedLibrary

 

Pormenores e Folhas de Trabalho

Pormenores e Folhas de Trabalho são ferramentas muito úteis para diminuir o tamanho do ficheiro, se usadas apropriadamente. Uma má interpretação comum do BIM é que todo o edifício deverá ser modelado à escala 1:1. Essen ão será o caso – plantas, cortes e alçados serão raramente detalhados para além da escala 1:50. Se forem pretendidos desenhos com mais detalhe, use a ferramenta Pormenor e Folha de Trabalho para mostrar as partes do edificio em maior escala. Considere, contudo o seguinte:

  • Pormenores e Folhas de Trabalho podem conter muita informação – elementos explodidos do modelo em linhas e tramas podem ocupar na realidade mais espaço na base de dados do ficheiro que o seu elemento de origem no modelo. Por exemplo uma parede que é apenas um unico elemento na planta, é explodida em 5 novos elementos: uma trama e 4 linhas.
     
  • Use as funcionalidades de Consolidação de Trabalho de Linhas e Consolidação de Tramas para remover linhas e tramas desnecessárias dos Pormenores e Folhas de Trabalho.
     
  • Não guarde Pormenores desnecessários no seu projecto. Por exemplo se tiver uma biblioteca standard de pormenores independents num ficheiro, não mantenha a biblioteca inteira no seu ficheiro template. Use os Pormenores que realmente precise.
     
  • Note que pode colocar Módulos Associados no Pormenores e Folhas de Trabalho. Este é um modo de importar pormenores de um ficheiro externo. Por exemplo defina o seu ficheiro ‘Biblioteca de pormenores Standard’ de modo a que cada piso tenha um pormenor. Depois pode colocar os pisos encessarios como Módulos Associados nos seus desenhos de Pormenor.

 

Cortes e Alçados

Considerações:

  • Cortes e Alçados podem conter muita informação – elementos explodidos do modelo em linhas e tramas podem ocupar na realidade mais espaço na base de dados do ficheiro que o seu elemento de origem no modelo. Por exemplo uma parede que é apenas um unico elemento na planta, é explodida em 5 novos elementos: uma trama e 4 linhas.
     
  • Use as funcionalidades de Consolidação de Trabalho de Linhas e Consolidação de Tramas para remover linhas e tramas desnecessárias dos Cortes e Alçados
     
  • Não guarde Cortes e Alçados desnecessários no seu projecto. Apague os “cortes de trabalho” quando já não precisar mais deles.

 

Contar elementos em vistas 2D

Seleccione a ferramenta seta, e use o comando Seleccionar tudo para seleccionar todos os elementos. A caixa de informações irá mostrar quantos elementos tem ao todo na vista actual

Pode usar o comando Editar Conjunto de Selecção… (menu Edição/Definições de Elementos) para ver o número de elementos por tipo


Considerações:

  • Um projecto típico BIM tem alguns milhares de elementos numa planta ou corte. Se tiver centenas de milhar de elementos individuais, isso muito provavelmente conta para o grande tamanho do ficheiro. Tipicamente isto será conteudo proveniente de um DWG ou outra aplicação de terceiros. Verifique que apenas mantem informação que realmente precise no seu ficheiro. Se necessitar temporariamente de informação DWG, considere guarda-la em Folhas de Trabalho, e apague-as quando já não precisar mais delas.

 

Agrupar ficheiro num novo ficheiro

Em casos raros acontece que mesmo depois de apagar todos os elementos do edificio do seu ficheiro, este continua consideravelmente grande. (Um ficheiro vazio Archicad deverá ter entre 1-2 MB descomprimidos, dependendo da quantidade de atributos definido no ficheiro). Isto indica que esse ficheiro contém informação “morta” – dados que está no ficheiro, mas que já não é utilizada. Para resolvar este problema, faça o seguinte:

  • Abra o ficheiro original
     
  • Abra uma novo ficheiro com a opção ‘últimas definições utilizadas’ – isto irá criar um ficheiro novo, vazio, com o mesmo conjunto de atributos
     
  • Apague todos os pisos excepto o piso térreo. Verifique que este piso está à altura correcta
     
  • Agrupe o ficheiro original no novo ficheiro, vazio.

Uma vez que o agrupar apenas copia os pisos, precisa de copiar todos os elementos 2D que foram criados nos cortes, alçados e pormenores.

ARTLANTIS

O Artlantis Render e o Artlantis Studio. Consulte as características neste site.

Verifique os objectos disponíveis em http://www.artlantisobjects.com/freebies.html

A questão relacionada com a activação e desactivação da licença Artlantis decorre da licença Artlantis ser validada por software. Todas as licenças Artlantis para poderem validar a utilização do Artlantis por um determinado computador têm que ser activadas. E são-no através da ligação do computador a um servidor de registo de licenças (via Internet). Quando a licença é activada, e é-o quando se utiliza o Artlantis pela primeira vez num computador, fica registado no servidor o computador onde a licença foi validada. A partir daí só se pode utilizar essa licença noutro computador, se a licença for desactivada naquele onde foi utilizada.

Se pretender mudar de computador onde está a utilizar a licença, deverá desactivar a licença no computador onde está a utilizar, Para isso, vai em:
Windows: Help Menu > Edit License….
Macintosh: Artlantis Menu > License…

E carrega no botão Deactivate License.

No novo computador quando arrancar com o Artlantis, vai-lhe surgir a janela dizendo que a licença não está activada, e um botão Activate License. Carrega nesse botão e vai-lhe ser pedido o nº de série da sua licença, que introduz e a seguir surgir-lhe-á uma janela com o arranque inicial do Artlantis.

Se, por uma razão que não lhe permita a desactivação da licença no anterior computador (crash do disco, avaria irreparável do computador, etc.) terá que contactar a Infor para se poder fazer a desactivação forçada da licença no servidor.